19/05/09

abraço-te




este abraço é para tu levares entre os dedos
os teus dedos que eu conheço um a um
(ao imaginar conversas com cada um deles).
leva este abraço apertado entre eles, todos eles.
quando te deitares, à noite, abre a mão devagar,
deixa-o sair, o abraço, que é meu.
e verás que, se fechares os olhos, sentirás os meus braços num frémito quente
depois os meus pés nos teus
depois o resto do corpo a procurar o teu
e então aí poderás ter a certeza
que o amor é feito destas pequenas coisas.


10 comentários:

PAS[Ç]SOS disse...

o amor é feito de pequenas coisas... e também dos abraços de que se sente falta.

A.S. disse...

Laura,

Trazes caricias na ponta dos dedos, o desejo em forma de um abraço... um doce suspiro no intimo da noite!...

Doces beijos!

Graça Pires disse...

Obrigada, Laura, pela visita ao meu "Ortografia". Virei visitar o teu espaço mais vezes. Um beijo.

Teresa disse...

fotos tiradas por ti? Gosto. De tudo.

Mar Arável disse...

Nos breves instantes

os grandes momentos

Anónimo disse...

acredito que o amor é apenas feito de pequeninas coisas. sobretudo os pequeninos gestos. as palavras, os afectos. very little things called love. um beijinho, laura. por cada dedo, claro.

jardinsdeLaura disse...

Laura,

Lindíssimo! Tão pequeno e tão intenso este seu texto! Obrigado pela partilha! Até ao próximo Post!

Carla disse...

é feito o amor de pequenos abraços tão cheios de tudo como este que ofereces
beijo

Teresa Durães disse...

e é, o amor é mesmo feito de pequenas coisas

so lonely disse...

...mas não será feito de pequenas coisas tudo o que é grandioso?...

Arquivo