10/09/10

confort zone

às vezes é bom deixarmo-nos ficar pela nossa zona de conforto.
onde sabemos ser "reis" e "senhores".
como se fôssemos à praia e ficássemos só a molhar os pezinhos naquela zona em que a água nos dá pelos tornozelos.
é bom, ver certas coisas de longe.
é bom... não ter receios porque nada fazemos de mais radical.
é bom inovar mas é melhor não arriscar.
mas o mal vem quando um dia alguém nos dá a mão
e nos leva mar-a-dentro.
molhamo-nos a custo, "não quero, já disse que não quero", molhamos os ombros
"tenho frio vou embora", avançamos mais um pouco
e um dia mergulhamos mesmo de cabeça.
e depois noutro dia damo-nos conta que vivemos a vida inteira na zona morninha de mar calmo
e isso foi bom, foi muito bom...
... mas há tanto mar para ver.

7 comentários:

MARIA MERCEDES disse...

Pois é...à tua zona de conforto, eu chamo o "quentinho do ovo".
A maior parte das pessoas prefere ficar dentro do ovo, mesmo que se sinta mal, do que partir a casca e ir em direcção à novidade, ao desconhecido.

Deixámos de ser um povo navegador, e vamos envelhecendo sem ver o mundo para lá do mar das banalidades.

beijinho,
Maria

Laura Ferreira disse...

Um beijo para ti também.
Obrigada pela visita.

Patti disse...

Nem que seja para calcularmos os riscos, antes de lá pormos o pé.

Graça Pires disse...

Arriscar. Saber mergulhar ou voar até onde não de vê a nossa sombra...
Um beijo.

Mar Arável disse...

O mar acolhe todas os azuis

é um belo desafio

Anónimo disse...

quando fugimos do mar, ele arranja sempre maneira de vir ter connosco. um grande beijinho, laura.

Laura Ferreira disse...

Obrigada a vocês, que vieram à minha zona de conforto e me deram algum com as vossas palavras.
Um beijinho.

Arquivo