14/04/11

o meu romance

Já é oficial. Estou a escrever um romance. Que começa assim:


"Entrou atabalhoadamente na sala, abrindo a porta num supetão, fazendo saltar a criada, que passava a ferro. Estava com as bochechas vermelhas e toda ela parecia estar em ebulição.
- Ganhei – exclamou, sôfrega e com voz fina – Ganhei o concurso nacional de textos de amor.
A criada olhou para a criança, que tinha um ar terrivelmente adulto, e pousou o ferro.
- Ganhou o quê?
- O concurso nacional de textos de amor.
- Mas a menina é uma criança, como é que vai ganhar um concurso de textos e ainda por cima de amor…
- Concorri e ganhei… - passou por ela, deu-lhe uma palmada no rabo e lançou a pasta para cima do sofá. Tirou a bata e descalçou os sapatos e as meias numa velocidade tal que a criada até ficou tonta.
- E… ganhou o quê, afinal?
- Uma viagem a Barcelona. – De faces mais calmas, a criança olhou-a com olhos de adulta. – 2 Pessoas – Fez com a mão. – Podes vir comigo. Vamos ver o estádio e Sagrada Família... Hotel de 4 estrelas. Tudo pago. Pequeno-almoço incluído. – Saltou para cima da mesa da sala, mesmo ao lado da tábua de passar a ferro e antecipou as palavras da criada. – Hoje posso sentar-me em cima da mesa. E tu não me ralhas. Ganhei um concurso."

2 comentários:

Luis Eme disse...

sinceramente, não acho um começo prometedor, Laura.

Camomila disse...

e eu ao contrário do Luis quero ler esse romance (se deixares, claro)

ps: aiii Barcelonaaaa....

beijinho

Arquivo