15/12/11

dia e noite


Gosto mais de mim à noite.
Depois de se ter instalado mais um dia em mim.
Quando chego a casa e, antes de abrir a porta, deixo no tapetinho da entrada, tudo o que não quero levar comigo para dentro.
Gosto mais da minha casa à noite.
Com inúmeros pontos de luz espalhados.
Com a paz a respirar e a espreitar-me entre os móveis e as almofadas.
Gosto mais das minhas gatas à noite.
Depois de terem dormido todo o dia.
Encontro-as como crianças a quererem contar o que fizerem.
À espera do toque da minha mão e da minha voz a dizer o nome delas.
Gosto mais da minha vida à noite.
Gosto mais da noite.

Sem comentários:

Arquivo