30/12/11

the way you look tonight



Brindaram às 23h40. A cabeça tonta de champanhe, os pés levezinhos.
Ela pôs a tocar o “the way you look tonight” do Frank Sinatra:

“Some day, when I'm awfully low,
When the world is cold,
I will feel a glow just thinking of you
And the way you look tonight.”
Com as faces rosadas pendurou-se no pescoço dele e pediu-lhe numa vozinha infantil, no compasso da música:
- Fala-me ao ouvido com voz de cinema… estamos no Madison Square Garden....
Eu uso o vestido verde da Cyd Charisse e tenho o cabelo Chanel. E tu, o colete amarelo do Gene Kelly, calças brancas. Levas-me quase no ar. Embriago-me com os perfumes e os vestidos das mulheres, do americano dos homens, dos brindes com champanhe.
Sou leve nos teus braços. O meu perfume dança com o teu.
Canta-me uma canção ao ouvido. Pode ser esta, que agora ouvimos.

"Yes you're lovely, with your smile so warm
And your cheeks so soft,
There is nothing for me but to love you,
And the way you look tonight."

- Agora diz-me que gostas de mim. Diz-mo em inglês. Mas pára. Quero que mo digas parado, com ar de ator e no alinhamento ali daquele projetor de recorte… isso… mais para a direita.
Vês as nossas sombras no chão? Parece um filme. Estamos num filme. Nem que seja só por esta noite.
Vá, diz-me com o teu sotaque impecável. E com brilho nos olhos.
“Lovely, never, ever change.
Keep that breathless charm.
Won't you please arrange it ?
Cause I love you, just the way you look tonight. “


- Agora encosto a minha face à tua e dançamos mais um bocado.
Até o meu corpo ter aprendido o respirar do teu.

1 comentário:

Mar Arável disse...

Excelente sempre

Tudo pelo melhor
mesmo neste Inverno prolongado

Arquivo