02/10/12

as sobrancelhas e o buço

Fui experimentar o “EyeLook”, aqueles estaminés geograficamente bem colocados no meio das “ruas” dos centros comerciais que fazem sobrancelhas com uma técnica infalível em termos de desenho das mesmas e também do tempo que o pelo demora a crescer. As estrelas de cinema fazem. As mulheres normais também.

Ver para crer. Ou melhor, fazer para crer.
Atendimento profissional, técnica engraçadíssima e muito eficaz (um nadinha dolorosa), cuidados higiénicos precisos.
Agora o que me meteu verdadeira impressão é que estamos ali sentados com o público a passar a três palmos de nós e a passar pertinho a olhar a olhar.
Se estamos a fazer as sobrancelhas menos mal; mas estando a fazer o buço, estamos a assumir publicamente que temos buço e que esse buço nos chateia. Não é que as mulheres não tenham buço. Mas é escusado andar aí com um letreiro a dizer “eu tenho buço e tiro-o, pois que remedio tenho”.
Buço é uma maneira simpática de dizer que temos bigode, essa é que é essa.
Bem, a coisa promete durar sem pelos, mais de um mês. A ver vamos.
Daqui a um mês volto para vos dizer como é.

Sem comentários:

Arquivo