30/10/12

fadinha do lar

Ando tão dona de casa que até me apetece suspirar.
Suspirar de enfado. Daquele enfado típico das donas de casa.
As minhas gatas até andam admiradas e devem pensar: puxa que a miúda até passa a ferro e tudo…
Não gosto das coisas da casa. E de vez em quando gosto muito das coisas da casa.
Não sei se acordo para aí virada em certos dias ou se é remorso por ver à minha volta tantas fadinhas do lar e eu não sou nada fadinha do lar, ai não sou mesmo…
A minha relação com as coisas de casa é mais ou menos assim:

Impensável: limpar vidros.
Abomino: passar a ferro; dobrar roupa; limpar o forno.
Gosto mais ou menos em certos dias: estender roupa.
Gosto mas digo sempre asneiras enquanto faço: mudar a cama.
Gosto mas faço caretas quando tenho que fazer: mudar a areia das gatas.
Gosto alguma coisinha: cozinhar.
Gosto muito: não há nada que goste muito.

E pronto.
Pode ser que na próxima encarnação eu seja uma mulher de família, com filharada, jeitinho de mãos.
Uma verdadeira fada do lar.
(não posso é chamar-me Laura…)



Sem comentários:

Arquivo