05/11/12

alice...somente


Para quem ainda não sabe,
Sou Alice – Alice… somente.
E posso ser uma só
E posso ser muita gente.

Posso ser o que quiser
Do tamanho que entender
Posso ficar ainda maior
E posso até nem crescer.

Quem me fez foi um desenho
E um sonho que tive em pequena
Que a Lua soprou ao papel
E que escreveu c’uma pena.

Sou Alice maravilhas
Sou Alice fura bolos
Sou terra, sou fogo, sou luz
E sou chuva molha-tolos.

Às vezes sou fala-barato
Às vezes não digo nada
Sou gato, galinha, gaivota,
Sou fábula, fama e fada.

Sou forma, textura, verbo
Sou estrofe de canção
Sou pintura inacabada
Sou trapo, sou pé e sou mão.

Sou fantoche e sou princesa
Sou pássaro e camaleão
Sou duende e sou Pinóquio
Sou cadeira e sou foguetão.

Se quiser fico zangada
Franzo o sobrolho e grito
Ou então fico parada
Com um ar muito aflito.

Também sei ficar azul
Serena, com ar descansado
Com olhos de cor de lua
E o corpo bem relaxado.

Sou vírgula de cabelo
E também de pontuação
Sou monólogo e sou comédia,
Sou farsa e até refrão.

Sou eu, sou nós todos, sou ela,
Sou eles, sou outra, sou tu,
Sou gente, sou bicho, sou erva
Sou riso, sou choro, sou… “xuuu” (fazer sinal de pouco barulho)

Sou Alice, tão somente
Menina com olhos de lua
Sou miúda e sou grande
E a minha história é a tua

1 comentário:

Au Revoir disse...

Continua escrevendo coisas lindas...

Arquivo