28/11/12

vejo-te de longe, todos os dias,
da janela da minha saudade. 
vejo-me em ti, todas as noites,
quando me deito na memória
do meu sonho mais bonito.

1 comentário:

Uma Rapariga Simples disse...

Tão poético. Para lá do simples "bonito".

Arquivo