21/12/12

feliz natal

Eu quero, para todos,
e especialmente para aqueles que (ainda) amo,
com quem estou todos os dias, alguns dias, poucos dias, de mês a mês ou de ano a ano,
ou simplesmente já não estou,
quero estupidezes pequenas e grandes que façam doer barriga e apertar laços
quero compras com amigas, cinema com pipocas,
viagens absurdas viagens pequenas viagens de horas
quero o meu Porto sentido e sentir o meu Porto
quero jantarinhos quentes e especais com olhos nos olhos:
dois olhos ou mais que dois.
... ai quero música, dançar, ouvir, ouvir, dançar,
música, muita música,
música sempre: ao acordar, ao levantar, ao deitar, em silêncio.
arte arte arte, teatro, teatro, teatro,
livros com cheiro a novo
livros novos que me façam engasgar de espanto
livros que me acompanhem como irmãos ou primos.
paralavras novas, ardentes, como veículos de engenho
como punhais e como água para matar a sede.
acordar um dia de cada vez
se possível muitos dias:
eu e todos e todos e eu;
quero cantigas inventadas com coisas pequenas
quero coisas grandes dignas de apontar em agendas como acontecimentos importantes.
quero tracadilhos, olhos tenrinhos de sono, gargalhadas bêbadas de felicidade.
quero um canto de felicidade: o meu canto, dentro de mim
quero isso para todos vocês.

Eu quero, para todos,

e especialmente para aqueles que (ainda) amo,
com quem estou todos os dias, alguns dias, poucos dias, de mês a mês ou de ano a ano,
ou simplesmente já não estou,

um natal muito feliz, vermelho, com pai natal da coca-cola com um presépio a cheirar a infância
com copos a tilintar e com o tony Bennett a cantar, ao fundo,
e com o coração morno só porque vos tenho no coração.

1 comentário:

Anónimo disse...

Lindo, lindo, lindo...
marisa

Arquivo