31/01/13

escrever

escrever sem medo, sem amarras, sem freios.

escrever com o sumo do ser-se e a baba da alma.
escrever a soluçar como se nos engasgássemos de vida.
escrever o que de dentro vem de fora.
escrever de ricochete, aos arranques, às guinadas.
escrever forte, cavernoso, sintético
escrever veludo, morno, franzino.
escrever, partindo, deslocando, unindo, centrando.
es. cre. ver.

Sem comentários:

Arquivo