07/03/13

A tinta escorre pelos cantos da minha boca. Não há felicidade igual à minha.
Estive a comer poesia.

(Mark Strand)

4 comentários:

O Fulano disse...

Tão, mas tão bem escrito! Caraças.

Luis Eme disse...

muita tinta!:)

Laura Ferreira disse...

FULANO, podes crer..:)

Laura Ferreira disse...

E muita poesia também, Luis.. :)

Arquivo