10/04/13

a mão dos nossos corações

Sonhei com os nossos corações de mão dada, a passear a rua.
A mão do teu coração era grande e firme.
A mão do meu coração era pequena de pulso pequeno e de dedos pequenos.
A mão do teu coração salvava-me dos carros nas passadeiras e dos candeeiros nas ruas.
A mão do meu coração puxava a mão do teu quando via montras fabulosas ou mulheres fininhas com ar de cinema.
A mão do teu coração levou-me a beber um sumo e um café numa esplanada da cidade cosmopolita cheia de sol, mulheres elegantes, pessoas a andar de bicicleta e pássaros pequeninos a debicar, do chão, restos de bolos.
A mão do meu coração repousou na tua, com respiração apurada e olhar de quem desenha tudo aquilo que vê.
As duas mãos ficaram-se por ali a tagarelar, a bebericar, a olhar-se nos olhos, a adivinhar risos.
A mão do meu coração acordou antes da tua e reparou que tinha sido um sonho.
Se calhar é por isso que o meu coração hoje está doente.

4 comentários:

sara disse...

ai o coração, o coração...

Laura Ferreira disse...

de tanto bater um dia ainda para..

© Piedade Araújo Sol disse...

gosto do teu escrever
mas, este é muito bom
adorei

:)

Laura Ferreira disse...

Obrigada Piedade :)
beijinho grande

Arquivo