20/06/13

o livro

E de repente, a minha boca transforma-se em papel.

E a minha língua é branca e os meus dentes lápis.
E de repente, em segundos, escrevo um romance só com um simples mastigar.
E de repente sou feliz.

1 comentário:

Isabel disse...

E, de repente, deu-me uma vontade enorme de chegar a este blog e dizer que são estes livros que eu gosto de ler.

Arquivo