31/07/13

sim

é o que (ainda) guardo, teu,
mas entrelinhas das minhas palavras.

Sem comentários:

Arquivo