11/04/14

imagine-se

há dias em que a minha imaginação acorda primeiro que eu;
escapa-se de fininho
e nunca mais lhe ponho a vista em cima.
 

Sem comentários:

Arquivo