29/04/14

prefiro

este desentendimento contente
do que um qualquer entendimento pacato e triste.

Sem comentários:

Arquivo