06/05/14

ponto.

procuro-te no intervalo do poema que escrevo com o corpo quando me tocas.
encontro-te no verbo do teu hálito
na metáfora das minhas pernas.

e escrevo um compêndio de gramática.
com o amor que me ensinaste a sentir.

2 comentários:

Letícia disse...

Gosto tanto das tuas palavras :)

Laura Ferreira disse...

obrigada Leticia :) e eu das tuas.

Arquivo