29/07/14

amor (te)



neste momento respiras em Vila Real
e eu respiro no Porto.

mas também respiro o teu corpo
e tenho a tua respiração a dançar uma valsa com a minha.

e, sabes, é a isto que se chama 
amor.

Arquivo