14/08/14

do amor

amou-o meses longos
tardios com chuva e sem horas
amou-o com uma paixão infantil e desprovida de dúvidas
amou-o sem passado e com um futuro estendido em promessas
amou-o talvez com uma capacidade que até então não conhecia
amou-o na íntegra
inteiramente
com o coração virgem de tudo.

amou-o.
 



2 comentários:

Letícia disse...

Oh que lindo! :)

© Piedade Araújo Sol disse...

acontece...

:)

Arquivo