30/04/14

Christopher Etchells.


oração do fim de semana prolongado.



transformarei estes 4 dias em 10 ou 12:
cuidarei para que as horas procriem e os segundos adotem
preservarei intervalos, sono, sizo e suor
passear-me-ei lânguida, mas firme, pelos hiatos
e farei fintas absurdas aos tempos mortos.

levarei de mão dada
(como se leva um filho menor)
estes 4 dias

e a eles me entrego
e a eles me destino.

amén.

29/04/14

prefiro

este desentendimento contente
do que um qualquer entendimento pacato e triste.

sentir

"Não entendo, apenas sinto. Tenho medo de um dia entender e deixar de sentir."

clarice l. 

26/04/14

sábado

sábado. meu.
noite. minha.
tempo livre.
finalmente.
inteirinho para mim.
sábado, quero namorar contigo, como se não houvesse amanhã.

tenho-o a transbordar de amor.

andrépipoflorgilrosipedrot.

25/04/14

18/04/14

este amor

depois de descoberta,
a fórmula exata do amor,
não há matemática mais simples
e mais bonita.


17/04/14


PRECISO

destes quatro dias.
muito. tanto.
para repor tudo.
energia. sono. sol. sombra.

16/04/14

saudades



tenho saudades do tempo, quando era miúda;
quando era miúda, o tempo era mais pequeno do que eu.

tenho saudades dos meus sonhos, quando era miúda.
quando era miúda os meus sonhos eram do tamanho do tempo de hoje.

15/04/14

tenho a cabeça cheia de primaveras.


eu tenho dois amores

 não sei de qual delas gosto mais.
se da sexta-feira santa, se da segunda-feira a seguir.
gosto das duas, pronto. porque não vou fazer nenhum.

apetece-me passar a tarde a polaroidar.


14/04/14

há dias em que me apetece ser qualquer coisa assim


que não seja uma coisa de mim.

metade de mim, hoje, está longe de mim.


ti e mim



sabes, há dias em que me apetece inverter a ordem natural das coisas.
sabes, há dias em que me apetece desafiar as leis da física.
sabes, há dias em que saio de mim e me colo em qualquer coisa:
num sapato, num suspiro, num relógio de pulso, num botão de punho.
há dias assim
em que deixo ir o mim
para te encontrar a ti.

11/04/14

afectos

tenho afectos nervosos, miudinhos
por coisas igualmente pequenas.
 

está sol

apetecia-me ir passear.
pelo teu corpo.

a parte que eu gosto mais em ti

é aquela que me deixas imaginar.

perdoa-me


phot. by Gennadiy Petuhov

se me escondo, muitas vezes.
é que tenho de apagar, da pele, o amor.
para que não o vejas sempre.
 

cinema

James Stewart and Donna Reed in It’s a Wonderful Life, 1946

apetecia-me passar a tarde contigo
a fazer um filme absurdamente romântico.

imagine-se

há dias em que a minha imaginação acorda primeiro que eu;
escapa-se de fininho
e nunca mais lhe ponho a vista em cima.
 

10/04/14

irmãos


IRMÃO (Lat. Germanu), s.m., Dádiva, bênção. Nome dado àqueles com quem temos uma ligação que se faz para além do sangue e da pele. Cheiro de familia. Caso sério de amizade. Brincadeira. Trocadilhos. Braço, perna, mão. Prolongamento do amor. Despertar do coração.
Aqueles que nos acolhem com trovoada e nos matam as aranhas quando temos medo.
Aqueles a quem contamos segredos incontáveis.
Aqueles com quem mastigamos conversas e saboreamos opniões.
Aqueles com quem ouvimos música, como se fosse (sempre) a primeira vez.
Aqueles que lêem as nossas sobrancelhas, rugas, dores de barriga e dores de coração.
Aqueles que nos dizem Sempre quando umas calças não nos ficam bem.
Aqueles que dão um abraço com braços, palavras e sabor.
Aqueles que são um bocadilnho filhos e um bocadinho pais.
Aqueles que têm um colo sempre, para nós.
Aqueles a quem damos a mão e sabemos como foi a vida inteira.
Aqueles que nos abrem a porta nos momentos mais dificeis e nos dão uma cama branca, lavada, com cheiro a paz.
Aqueles por quem fazemos kilómetros, choramos continentes e rimos o mundo inteiro.
Aqueles que nos ensinaram a palavra Incondicional.
Aqueles com quem vi o Corcovado pela primeira vez.
Aqueles que me fazem doer a alma, de riso, de espanto, de carinho de calor.
Aqueles que me transbordam o coração só porque o amor que sinto às vezes é demasiado para caber lá.

Arquivo