28/11/14

vou ter um caso de amor muito sério

com o meu fim-de-semana.

do amor e do acordar



já te disse hoje
que acordar
no morno do teu sono
é em tudo
idêntico
à minha definição de felicidade
maior e mais bonita?

janelas



tenho uma janela aberta
em cada bocado de olhar.

carrego-te no hálito do meu amor.


21/11/14

melhor é imposível

vou a correr muito para ti sexta-feira, que és um caso sério na minha vida.
 

fios



vou-me tecendo
em fios de poemas
na cor dos dias
no vento que escuto nas frinchas do meu corpo.

20/11/14

há muito

que me deixei de escrever a metro.
cada vez gosto mais dos poucos centímetros das minhas palavras.

uma história

apetecia-me escrever uma história em que eu fosse a outra de mim.

imagens

hoje não tenho imagens. foram-se. como vento e chuva.
hoje contento-me com o verbo e o sabor das sílabas.
hoje namoro perto da gramática do meu ser.

19/11/14


Dion Lee's Woolmark collection


perguntas


porque é que à noite não somos feitos de céu?

porque é que o céu da minha boca não tem nuvens?
 

18/11/14

eu Laura me confesso

que me apeteceia iniciar uma revolução no meu peito
uma guerra na minha cabeça
e uma refoma na minha casa.

Lillian Bassman. Legs


sabes

o meu amor há-de estar sempre
à espera do teu abraço.

12/11/14



ilustr. by kim young-hun

"Um número primo é inerentemente solitário: só pode ser dividido por si próprio ou por um, nunca se adaptando aos outros.”

in “a solidão dos números primos, de paolo giordano

Arquivo