21/07/15

mesmo sem tempo

voltei às séries de tv. como aqueles filhos que voltam à terra.
a tv abriu-me os braços e dei-lhe um abraço apertado.
depois fiz zapping como quem faz uma aula de aeróbica, com uma sofreguidão infantil.
e pousei arraiais numa série irlandesa. era a única que tinha começado há pouco.
embirro com coisas a meio. tudo. meias, refeições, cabelos, sapatos.
"amber". não tenho ainda opinião formada mas para já vou ficar-me por aqui.
mais vale uma "amber" na mão do que duas a voar.
céus, como gosto de ver séries de televisão.

Sem comentários:

Arquivo