13/08/15

o meu novo sítio



o meu “Photomaton” cresceu e fez-se adulto.
foi um caminho bonito, às vezes sereno, outras revolto.
foi um caminho com muita vida dentro da sua breve vida: histórias, gentes e sítios.
o meu “Photomaton” às tantas olhou para mim e disse-me, em silêncio,
que queria mudar.
queria tornar-se adulto, ter um nome original. vestir um vestido novo.
por batôn nos lábios e um rimelzinho nos olhos.
calçar saltos altos e fazer outro tipo de viagens.
então eu escutei-lhe a cantiga amiga, de tantos anos ao meu lado.
uma cantiga de memórias, imagens, sílabas.
uma cantiga feliz por ter feito comigo um caminho ainda mais feliz.
ficamos assim um pedaço: olhos nas palavras, imagens na boca,
saudades nos dedos, histórias nos sentidos.
despediu-se de mim com um abraço apertado, daqueles que lhe ensinei,
com água de mar nos olhos e com um até já que vai durar para sempre.

o meu Photomaton fez-me ainda mais feliz as muitas vezes que fui feliz
e ensinou-me a aprender a delicadeza e a importância das pequenas coisas.
talvez por esse motivo eu tenha chamado assim ao seu vestido novo.
talvez por esse motivo eu continue a querer que ele perpetue e me prenda, sempre.
para sempre.
talvez por esse motivo ele se chame, agora, tão-somente assim:

“o sítio das pequenas coisas”.

10 comentários:

Just Things disse...

Um sítio muito bonito :)

Luis Eme disse...

Belo!

Gosto, Laura.:)

tintanobolso disse...

Bem vinda a ti :)

josé luís disse...

its the little things that make life such a big deal :)
https://youtu.be/9tqijNZrx2Y

Laura Ferreira disse...

:) obrigada a todos. ainda bem que gostaram.

Anónimo disse...

Lindo! Continuação do que já era belo! 😀😍
Marisa

Laura Ferreira disse...

Obrigada minha querida Marisa :*

Graça Pires disse...

Gosto muito deste "sítio das pequenas coisas"...
Beijo.

Laura Ferreira disse...

Obrigada Graça :) também gosto muito de a ver aqui.

Era uma vez um Girassol disse...

Há tempo que não passava por aqui...
E cá está agora, renovado, com um bonito nome e um novo sentido....o das pequenas coisas...
Porque de vez em quando há que vestir uma roupagem diferente, embora a essência, a alma seja a mesma...
As pequenas coisas, delicadas e importantes...
Acredito.

Arquivo