18/09/15

hei-de espantar-me

phot. by txema yeste
com um pouco de tudo
com nadas.

e depois de me espantar
guardarei nos olhos
os retratos que a boca registou.

Arquivo