26/11/15

natal a meio gás

vou-me vestindo de natal, daqui até ao dia 24.
começo para árvore.
segue-se o espírito.
vem o frio, as luzes, o trânsito.
vem o cheiro a natais antigos que albergavam toda a gente.

à mesa da minha consoada, todos os anos, continuam a sentar-se todos.
mesmo aqueles que já não estão.

Sem comentários:

Arquivo