11/01/16

absolut



hoje tive a sensação tão profunda de que os Grandes da Música, aqueles que, na minha opinião, fizeram e alteraram definitivamente a história mundial da música se estão a esgotar.
a vida é isto, tão somente isto. vive-se e morre-se.
e depois há os que deixam um legado incomensurável de arte, música, irreverencia e originalidade.
estou profundamente triste. como se me tivesse morrido um membro da família.

3 comentários:

Luis Eme disse...

Mas eles não morrem, Laura.

Continuam connosco muitos e muitos anos.

Laura Ferreira disse...

sim Luis. mas nunca é a mesma coisa.

No Meu Quarto Andar Sem Cave disse...

Sabes que o acho geracional, acho que sente mais as pessoas na faixa do quarenta e cinquenta. Especialmente por o que eles representaram. A "quebra" que foi.

Beijinho :)

Arquivo