05/01/16

askjdjasjdasjldjlajlsjdlaksdsa dsa



É sempre assim. Quando tenho muito que fazer é quando mais me apetece escrever. De quê? Sobre quê? De nada. Sobre nada. Escrever, apenas. É assim desde miúda, vai ser sempre assim.
Metade do meu cérebro está envolvido com ações e obrigações e índices.
A outra metade, está com o cabelo desgrenhado, os olhos com água de brincadeiras, a boca turva de alegria infantil.
Não sei como me aguento assim, tão dual, em certos dias.

4 comentários:

No Meu Quarto Andar Sem Cave disse...

Um dois em um, portanto :))

mz disse...

Eu penso que equilibrada ;)

© Piedade Araújo Sol disse...

é como eu me sinto , por vezes...

:)

lol

Laura Ferreira disse...

beijinhos às 3 :)

Arquivo