04/02/16

advanced night repair


Comparo a década dos 40 ao ritual dos cremes do rosto, à noite.
Protocolo seguido:
Ligar o rádio na rádio nova ou na antena 2, dependendo do estado de espírito;
Prender o cabelo;
Limpar o rosto tão profundamente quanto possível; com esta ação fica bem uma bossa nova;
Aplicar o maravilhoso “advanced night repair” e pensar em fruta, porque efetivamente o sérum cheira a fruta; a rádio nova é perita em dar-me pérolas, enquanto me delicio com ele;
Esperar um bocadinho que pode durar muito; a antena 2, às vezes, sugere-me excertos de obras maravilhosas;
Aplicar o creme de noite, com suavidade, sem pressa;
E, por último, olhar-me ao espelho, revendo todo o meu dia;
E ao olhar-me no espelho contemplo o prodígio da vida, a fortuna em ser, estar, acontecer.
E fumo o último cigarro da noite, com a paz que me é habitual, aquela que conquistei com metáforas, verbos, predicados e sujeitos.

A gramática da minha vida foi conquistada com tanto empenho...

6 comentários:

No Meu Quarto Andar Sem Cave disse...

Será o teu momento de paz do dia? aquele só teu? :)

Minha mãe praticamente não tem rugas, com os seus 74 anos. Tem uma pele fantástica. Sempre usou cremes. Diz ela que devia ter começado aos vinte. Eu comecei pelos 25 :) hoje a encomenda do carteiro era precisamente um creme :)

Beijinho Laura

Laura Ferreira disse...

É um dos meus momentos sim, :) arrisco-me a dizer que é dos que mais gosto...

hmm. adoro encomendas. de livros, de cremes.
ontem recebi uma. "o silêncio dos livros".

beijinho, VZd4.

ana disse...

é tão bom acabar o dia devagar...

tem uma boa noite, Laura :)

Laura Ferreira disse...

é mesmo, Ana :)

um bom dia para ti... beijinho

Isabel Pires disse...

Então, e depois desses tratamentos todos de beleza vem o cigarro?
Não condiz, Laura. :)

Laura Ferreira disse...

É verdade, Isab L :) mas nem tudo pode ser perfeito :)

Arquivo