01/02/16

passear-me, nua, pelas varandas dos teus olhos.


encubro-me em tecidos de pele de dias
que vou coleccionando qual miúda solitária.

um dia dispo-me de tudo
e vou passear-me, nua,
pelas varandas dos teus olhos.
ndas dos teus olhos.

2 comentários:

Isabel Pires disse...

Talvez já o faças. :)
Beijo, Laura!

Laura Ferreira disse...

em certos dias sim, Isabel :)

Arquivo