07/03/16

ir, vou, levar, fico.

ir não é só uma questão de vontade. ou decisão consciente.
às vezes vou porque sempre me habituei a fazê-lo
(ainda que soubesse que aquele não é o melhor caminho).
mas, como sempre fui, às vezes ainda vou.


um dia troco as voltas a esta coisa:
e, em vez de me ficar pelo fui,
escolho um novo vou.
onde o ir é o verbo que me vai, de facto, levar.

9 comentários:

Isabel Pires disse...

Laura, gosto de trocar as voltas a essa coisa, como dizes.
Prefiro ter o domínio da situação, em termos dos caminhos que trilho, ou pelo menos pensar que o tenho.
Ok, sei que isto pode ficar a dever à espontaneidade...
Boa semana!

Isabel Pires disse...

Ah, mas mesmo assim apanho umas banhadas valentes.

Impontual disse...

Ir, ficar, levar, trazer... além da superfície. É o que importa. :)

Mar Arável disse...

Um novo voo

Laura Ferreira disse...

Isabel, ótima semana para ti :)
(eu de vez em quando também gosto de trocar umas tantas voltas)

Laura Ferreira disse...

Impontual, é mesmo...
obrigada pela visita.

Laura Ferreira disse...

Mar Arável, mais um voo :)

Castiel disse...

Há sempre outras estradas, outras ruas, outros subúrbios onde nos podemos encontrar. :)

Maria Eu disse...

Sou tão de ir, de me deixar ir...

Beijos, Laura :)

Arquivo