15/04/16

esta qualquer coisa de mim


Preciso de expulsar qualquer coisa.
Qualquer coisa que vem de dentro, que se abriga nas paredes internas no meu corpo, nos órgãos, nos músculos, no sangue, nas células.
Qualquer coisa que não tem voz mas tem volume.
Qualquer coisa que não é visível mas tem espectro.
Qualquer coisa que não fala mas tem musicalidade.
Qualquer coisa que não é malévola mas me põe cinzenta.

Preciso de expulsar esta qualquer coisa.
Antes que esta qualquer coisa me expulse a mim.

9 comentários:

Carla disse...

Uma música bem alta e uma dança de exorcização pode ajudar. :)

Miss Smile disse...

Todos precisamos de catarse. A arte está em convertê-la em criatividade. Mas tu sabes disso melhor do que ninguém :)

Um beijinho, Laura, e um bom fim de semana

No Meu Quarto Andar Sem Cave disse...

Precisas de sol Laura :) acho que tudo ficará melhor quando este voltar :)

Bom fim de semana :)

Beijinhos

luisa disse...

Se um sopro ajudar, transformo-me aqui em vento e levo para longe essa coisa. :)

Jorge disse...

Antes de mais, muitos parabéns! Soube que a menina ganhou um prémio em Espanha!
Muitos de nós sofrem de angustia nos dias sombrios. Nada que o calor não resolva!
Um beijo
:))

mz disse...

Expulsando palavras, inicia-se a morte à "coisa"!
Está no bom caminho ;)

Bjs

Castiel disse...

E com palavras podemos transformar o cinzento num arco-íris. :)

Um beijo, Laura. :)

Graça Sampaio disse...

Tantas vezes sinto isso!!! Que bem descrito!

Beijinho.

Laura Ferreira disse...

adorei as vossas palavrinhas e os mimos.
reconfortaram-me e souberam-me muito bem.

um bem-haja a todos.

beijinhos

Arquivo