27/05/16

conversas de mulheres


Model Children by Morton Bartlett

Há conversas que só podemos ter com mulheres. E não com todas.
Possivelmente com as que conhecemos há uns (largos) anos. As que conhecem as nossas birras; as espinhas que aparecem no queixo numa idade despropositada; as brancas, no cabelo, depois das quatro semanas de pintura; o pelo branco ou preto que cresce, jovial, no nosso queixo e, como se não bastasse, cada vez mais grosso.
Há mulheres com quem é espirituoso partilhar estas coisas de mulheres.
Há mulheres que entendem a linguagem de vida das outras mulheres: sabem ler as vírgulas, as entrelinhas do silêncio, os amuos, as indefinições, as calças mais justas ao corpo, as olheiras que um dia acordam e teimam em andar com elas o dia todo.
Há mulheres que se dispõem, naturalmente, a ter este tipo de conversas com outras.
Gosto (muito) de fazer parte desse círculo de conversas de mulheres.
E sim
gosto (muito) dessas mulheres.

8 comentários:

Miss Smile disse...

É um privilégio termos amigas na nossa vida com quem podemos ter esse à-vontade. E as gargalhadas e risadas que damos? Tiram-nos anos de vida :)

Um beijinho, Laura

Isabel Pires disse...

Laura, não tenho nem nunca tive mulheres com as quais falasse de assuntos designados de mulheres.
Não sei o que isso é.
Nunca falei de algo muito íntimo com uma mulher. Faço-o sempre com homens. Os meus amigos, que se sabe serem poucos, são quase todos homens. Os mais próximos são-no também.
Passados estes anos todos, tenho a sensação que teria maior dificuldade em falar de coisas muito minhas com mulheres.
Não sei... o meu historial também proporcionou que assim fosse e seja.

[Que bonecas tão giras; achei graça terem a rachinha tão bem desenhada!)

Beijo e bom fim-de-semana!

Mam'Zelle Moustache disse...

Pois que não ias gostar (nem muito nem pouco) de mim. ;)

Laura Ferreira disse...

Miss Smile, é muito bom poder conversar sem barreiras, sim :)

e demos gargalhadas das boas.

beijinho e bom fim-de-semana.

Laura Ferreira disse...

Isabel assuntos de mulheres é uma forma de expressão.
tenho a certeza que se os falasse contigo ias perceber :)
não têm nada de íntimo ou profundo.
esses guardo-os, como tu, para poucos.

beijinhos e bom fim de semana

Laura Ferreira disse...

MM, pois não sei.
mas se tu o dizes :)

luisa disse...

Hum... Agora que falas nisso, dei conta que o meu pelo "de estimação", aquele que costumava nascer aqui no queixo, desapareceu. :)

Laura Ferreira disse...

:) Luísa, oxalá o meu tivesse desaparecido:)

Arquivo