16/05/16

dos cabelos e assim

quando fixo, muito tempo, uma ideia, é sinal que a mesma tem que ser concretizada.
ando há uma série de tempo a pensar em cortar o cabelo. curto. radical.
não tão curto como cortava nos meus 18, 19 anos: pente 2.
assim mais ou menos pelos ombros.
a quem já disse isto fez-me cara feia.
"vais arrepender-te", "tás louca?".
mas a ideia persiste.
vamos ver se chega a junho.
se chegar, acho que vou avançar.

5 comentários:

Isabel Pires disse...

Laura, no que ao visual diz respeito, comigo é difícil de mudar muito. Dizem que sou ousada, mas sempre dentro de um estilo que designam de clássico moderno.
Nos cabelos, a minha cabeleireira de há oito anos lá vai conseguindo que faça algumas alterações e há pouco tempo tirei um pedaço. Mais ou menos pela linha dos ombros. De facto dá um ar mais rejuvenescido e continua a permitir-me fazer aqueles apanhados meio despenteados e os à anos 60 que uso com frequência.
Por isso, vai em frente... Do que vi de ti, parece-me assentar-te bem!

No Meu Quarto Andar Sem Cave disse...

Olha cortei o meu e fico muito mais leve al do trabalho que dá ser bem menor. Por vezes é bom mudar :)

Teresa Borges do Canto disse...

Um destes dias peguei numa tesoura e cortei quatro centímetros ao cabelo. Não precisava tanto... se fosse curtíssimo chorava durante um mês inteiro. :)

Laura Ferreira disse...

Isabel, nunca encontrei uma cabeleireira que me fizesse ficar mais do que 3 ou 4 vezes...
adoro os dos anos 60 :)

Laura Ferreira disse...

Teresa, uma vez chorei. E já era adulta. E no cabeleireiro...

Arquivo