23/05/16

estou zangada com o meu sono

é. estou.
andamos à galheta, esta noite.
fugiu-me, o estapunha. e ainda por cima andou a fintar-me a noite toda.
a espreitar entre os carneiros, a deitar-me a língua de fora entre as estrelas do tecto.
não consegui apanhá-lo. várias vezes lhe segurei a calça e o dedão. mas escapuliu-se com uma pintarola danada.
é danado. aprende bem. (comigo.)
acho que hoje vou ter de lhe pedir para que façamos as pazes.

6 comentários:

Teresa Borges do Canto disse...

Espero que tenham passado das vias de facto.
Bom sono, Laura. :)

Isabel Pires disse...

Laura, já nem têm conta as zangas que tenho com o sono.
Gosto dele, o safado é que foge.
Beijo

Tristan Reveur disse...

achega-lhe um copo de leite quentinho.
existem outras receitas privadas
e intransmissíveis :)
bom sono para hoje

Laura Ferreira disse...

Teresa, esta noite voltámos às boas :)

Laura Ferreira disse...

T, parece que o safado acabou por se portar bem.

Laura Ferreira disse...

Isabel, nós não vivemos um sem o outro :)

Arquivo