10/05/16

revistices

gosto muito, sim.
dos apontamentos, dos pormenores.
volta e meia vou atrás, reler uma entrevista que me marcou mais, reler uma entrevista que li a correr.
é preciso tempo para a leitura. para fruir. para respirar entre as ideias, para refletir.
mal sabia eu, quando era criança e me detinha durante horas a devorar as "crónica feminina" e as "Selecções", iria continuar, em grande, a fazer com outras revistas.
tenho revistas em todos os cantos da casa. na casa de banho. no quarto. na sala, no escritório.
as revistas são como os sapatos. nunca se sabe se um dia podem servir.

2 comentários:

Isabel Pires disse...

Laura, tu tens razão, mas eu não faço isso.
Deixei de conseguir fazê-lo desde que tive de mudar de casa várias vezes... Até de repente. Há qualquer coisa que se apossou de mim no sentido de me restringir ao 'essencial', ao que dou uso... É difícil de perder essa marca.
(Agora penso que hei-de escrever sobre isto.)

Laura Ferreira disse...

Pois eu no que toca a revistas, não consigo...

Arquivo