14/06/16

tempos estes, estes tempos

são tempos de coisas pequenas convertidas em coisas grandes.
tempos de bravura investida
tempos de conversas difíceis e tempos de insónia ensonada.
tempos estes, estes tempos
que me arrancam da pele as tantas que em mim moram e se querem demorar.
tempos de sentir, sentir tudo, muito
sentir a preceito, com vontade
sentir de frente
porque há coisa que, uma vez sentidas,
não as podemos voltar a arrumar.

2 comentários:

Luis Eme disse...

Tempos confusos...

Laura Ferreira disse...

tempos conturbados :)

Arquivo