08/07/16

devia ser obrigatório

Larissa Hofmann

olhar certas coisas sob um ponto de vista diferente,
pelo menos, uma vez por mês.

4 comentários:

Isabel Pires disse...

Laura, julgo entender o que queres dizer.
Referes-te ao autoexame mamário, não é?
É importante, claro, mas já li alguns trabalhos que apontam que a diferença não é assim tão expressiva em termos de detecção, quanto aquela que existe entre a mamografia e a ecografia, dizendo que se deveria apostar mais nesta última. Estou relativamente por dentro deste último aspecto que referenciei porque, devido a características da minha anatomia, tenho sempre de fazer os dois exames e explicam-me detalhadamente o que acontece num e noutro exame.
Sei que se não houvesse este cuidado do corpo clínico, só pelo autoexame e pela mamografia estava mais sujeita a ser apanhada na curva tardiamente. Claro que o posso ser na mesma e não estou a menosprezar o autoexame. Apenas trouxe aqui outro lado da parte do controle.

Laura Ferreira disse...

Isabel, não era. referia-me apenas ao exercício de vermos as coisas sob diferentes prismas. é um exercício que faço regularmente e, sabes, gosto muito de o fazer.

mas gostei deste teu ponto de vista.

Isabel Pires disse...

Laura, também pus essa hipótese... Mas o mamilo descoberto, e mais por ser apenas um, levou-me a outro lado.

Laura Ferreira disse...

pois acredito :)
é engraçado quando as nossas escolhas não levam as pessoas aos sítios que inicialmente idealizámos...

Arquivo