17/11/16

considerações sobre o arrumador aqui da rua


Ando consumida com o arrumador aqui da rua.
Não gosto de arrumadores. Fujo deles a sete pés.
Mas o arrumador aqui da rua parece que é da família aqui da rua.
Conheço-o há mais de dez anos. Dei-lhe uns trocos duas vezes, se tanto.
O arrumador aqui da rua anda sempre limpinho e lavadinho e é muito educadinho e muito certinho. Veste roupa janota e anda sempre de cabelo cortado e barba feita. Não parece arrumador, é o que é.
As duas vezes que lhe dei uma moedita agradeceu educadamente.
Quando me atraso, de manhã, parece tirar da cartola um mágico lugar de estacionamento. Ainda por cima não é daqueles que fica junto do carro a cobrar, com os olhos, a moeda. Não senhor. Afasta-se complacente e põe-se meio de lado, a disfarçar uma vontade que na realidade não veste bem.
De maneira que ando consumida porque não consigo olhar para ao arrumador aqui da rua como olho para os outros arrumadores das outras ruas.
Quando me arranja lugar sinto que havia de lhe arranjar uma moedita.
Há dias fui para casa a pensar: onde mora o arrumador? Que faz o arrumador ao serão? Será que lê? Será que tem companheira, cão, gato, banquinho para por os pés enquanto vê a televisão? Será que é feliz?

13 comentários:

Luis Eme disse...

O Arrumador semeia para colher.

É assim que te deixa a pensar (e provavelmente mais gente...).

Gaja Maria disse...

Não deixo de ter uma certa pena dos arrumadores :)

C.N. Gil disse...

Quem sabe...

...aquilo que sei é que muitos deles, se não torrassem tudo em heroína, ganhavam bem, mas mesmo bem...
...já vi alguns que em duas horas sacavam €150 a arrumar carros ao pé de Centros comerciais periféricos...
...onde nunca faltavam lugares para estacionar...
...portanto, se ele não torrar tudo, é capaz de ter uma vidinha condigna!

:)

Imprópriaparaconsumo disse...

Há gente com salários grandes, um tecto, casa e família e nem esses são felizes. Não consigo imaginar se o arrumador da tua rua é feliz...
:)

Laura Ferreira disse...

Este semeia com jeito e afinco, Luís...

Laura Ferreira disse...

CN, eu gostava que este tivesse.

Laura Ferreira disse...

Pois, Imprópria, a felicidade é alheia a tanta coisa.

Laura Ferreira disse...

GM, nunca vi arrumadores no estrangeiro.
porque será?

Maria Eu disse...

Quantas vezes negócio uma moeda e fico de coração apertado.
Feliz? Ah, isso será difícil!

Beijos, Laura :)

Manel Mau-Tempo disse...

dá-lhe uma moeda :) já que ele até é bom no que faz

Laura Ferreira disse...

pois, Maria, eu com este também se me aperta o coração...

Laura Ferreira disse...

e não é que dei, M M-T? :)

Manel Mau-Tempo disse...

nã foi assim tão mau, pois nã? :)
boa semana, beijos

Arquivo