02/03/17

(autor desconhecido)

Não, esta não sou eu,
É a outra de mim – a morena por dentro –
A que canta baixinho com voz de Gal
Que diz palavrões fortezinhos, no trânsito,
Que se espanta com assentos ortogràficos ao contràrio e erros ortugráficus
Que diz não a açorda e a raspadinhas de 5 euros
Que diz sim à coerência e aos valores morais
Que diz muito sim ao castelo de livros por ler
Que diz muito não à violência seja de que género for
Que diz “depende” a uma discussão sobre os paraísos fiscais
Que diz “talvez” a um passeio no monte, às 9 da matina de domingo

e que diz (todos os dias da sua vida)
que fiquem junto de mim, por muitos anos,
todos aqueles que me fazem bem.

15 comentários:

Moonchild disse...

é o que precisamos nas nossas vidas...quem nos faça bem!


boa tarde

-___-

Diana Fonseca disse...

Eu também sou um bocadinho assim.

AvoGi disse...

Esta sou eu....Sem tirar nem pôr
Kis :=}

Olvido disse...

Se esta não és tu, mas a outra de ti, quem é a outra?... aquela que não é outra?... e qual aqui poderá ser outra que não tu? ;)

Mar Arável disse...

Somos Pessoa s

Andreia Morais disse...

Adorei *.*

r: Aquela situação não é real, foi mais um fragmento da minha imaginação

Laura Ferreira disse...

Monnchild, sabes, é o que procuro e mantenho todos os dias :)

bom fds

Laura Ferreira disse...

Diana, então és cá das minhas!

Laura Ferreira disse...

Gi, é tão bom, não é?

Laura Ferreira disse...

Olvida às vezes sou tantas que até me esqueço de mim. :)

Laura Ferreira disse...

Mar e somos tantas!

Gaja Maria disse...

Olha! parecida comigo :))

Manel Mau-Tempo disse...

ainda estou a rir com os palavrões fortezinhos... todos nos transformamos no trânsito?

Laura Ferreira disse...

GM temos todas um bocadinho desta, acho :)

Laura Ferreira disse...

M M-T às vezes são fortezõezérrimos :)

Arquivo