16/03/17

pappy, 89 anos


há uma cantiga em surdina
há brincos de princesa no jardim
há carreiras de famílias de formigas unidas, igual à minha.
há uma porta que range com o som de antigamente
há uma voz que ri o que já não pode ser gargalhado.

há doce de abóbora
há cheiro de líquido de limpar pratas
há Mr. Bojangles a tocar

há o opel prateado a estacionar na garagem
há barulho de agulhas a bater; a avó tricota na janela, ao sol.
há uma cadela de pelo encaracolado que nos ama a cada dia que passa
há canções dos tachos e dos pratos e da água na cozinha
há livros nas estantes, flores nos canteiros,
piadas nas palavras e esperança nos olhos.
há um tempo que escorre felicidade
e se evapora em momentos felizes.

há pessoas – as minhas pessoas – inseridas em nichos de momentos imortalizados
nessas pessoas há uma em particular que retiro com as duas mãos numa concha:
um patriarca de olhos antigos mas que ainda têm verde jovem
com 3 nomes no nome
de cabelos brancos de neve
sempre vestido a condizer.

há, ainda, segurança, vontade de viver (muita), mimo,
há piadas incontáveis e promessas que um dia se cumprirão
há mãos que ainda trabalham barcos que um dia cruzarão águas por viagens de anos
há mãos que ainda se torcem quando o FCP perde e há, as mesmas mãos
que me mexem nos cabelos para depois dizer “tens o cabelo forte filha”.

há 89 anos que há isto tudo
(e para mim estas coisas serão para sempre).

volto a metê-lo, com as mãos em concha, no nicho do lado esquerdo do meu peito.
logo vou dar-lhe beijos de miúda e um abraço com tudo isto lá dentro.
e, mesmo sabendo que me viu há poucos dias
vai dizer-me o mesmo de sempre, com olhos nublados e astutos:

“já não te via há mais de duzentos anos. não me digas que hoje vens jantar…”

17 comentários:

Miss Smile disse...

Tão bonito, Laura!
Palavras delicadas tricotadas com amor. As histórias de ternura são para sempre.

Muitos parabéns ao pappy :)

conta corrente disse...

Bonita idade :)

Momento muito bonito e feliz este teu.

:)

ana disse...

que bom Laura, tão bom...
beijo :)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, há felicidade também, excelente composição poética que cativa do principio ao fim.
AG

AvoGi disse...

89? Quem me dera chegar até ela!
Kis :=}

Diana Fonseca disse...

Uau, que texto maravilhoso. Tens um dom.

Eros disse...

Que idade magnífica e que dedicatória tão sentida na sua beleza pura.

Parabéns!

Maria Eu disse...

Revi-me nestas palavras. Pai. Tão bom ainda podermos encher o peito de ar e arredondarmos os lábios na palavra pai!

Beijos, Laura :)

Mar Arável disse...

Uma ternura
Bj

Alaska disse...

oh que lindo, Laura. :)

um beijo de parabéns ao pappy, e outro à filha com cabelos de mar. :)

Andreia Morais disse...

Palavras carregadas de amor!
Parabéns ao pappy :)

Mariana disse...

Fantástico. De leitura meiga e carregada de amor. Que te encante sempre essa magia e que vivam sempre assim de momentos felizes.
Adorei!

Nês disse...

Fascinantes, não consigo ter outras palavras!

Gaja Maria disse...

Tanto amor nestas palavras bonitas Laura. Pai é um pilar nas nossas vidas :)

Graça Pires disse...

Comovente, Laura, este recordar de tanta coisa bonita passada ao lado do pai. Que tenham ainda muitos momentos belos.
Uma boa semana.
Beijo grande.

Laura Ferreira disse...

muito muito obrigada a todos e a todas :)

um xi apertado

Isa Sá disse...

Bonita idade..

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Arquivo