24/05/17

a mulher que via coisas





via o que estava mesmo ali, à frente dos seus olhos.
um dia começou a conseguir ver o que está para além da primeira visão.
passados dias começou a enxergar o que está debaixo das coisas que não se escrutinam logo assim num abrir e fechar de olhos.
e começou de facto a acreditar que as coisas mais bonitas de se ver são aquelas que não estão logo ali, à distância de um olhar.
talvez por isso tivesse começado a acordar a meio da noite para ver coisas que tecnicamente são impossíveis de ver ou coisas que se vêm só porque as pessoas têm muita imaginação.
e ela tinha. muita imaginação.

ainda ontem a vi, acordada, de madrugada.
os braços dela moviam-se lentamente como uma onda.
disse-me que estava a ver as ondas do mar da praia do Trafal, do Algarve.

como pude eu não acreditar?

22 comentários:

luisa disse...

Eu acredito... Oh se acredito. :)

Isabel Pires disse...

Laura, mas os sonâmbulos costumam chegar a essa precisão de nomes de terras, de praias, e assim?

Janita disse...

Eu também acredito, Laura! Porque não haveria de acreditar?
Só mesmo as pessoas muito imaginativas vêem as coisas que mais ninguém vê...e as sentem e as conseguem tocar, até.
Isso é quase um acto de prestidigitação. :)
Belo texto, Laura.
Beijinho

Andreia Morais disse...

Que texto incrível, como sempre!

redonda disse...

eu acreditei enquanto lia :)


um beijinho

AvoGi disse...

Se vejo! E imagino tb
Kis :=}

Victor Barão disse...

Ou não entendi nada ou a genialidade deste texto está na imaginação de ver quem imagina!

Em todo o caso gostei. :)

Parabéns

Golimix (Lina) disse...

Quantas vezes se vê mais do que aquilo que nos colocam à frente.

Loucura?

Não, liberdade de pensamento.

ana disse...

toca tanto, tanto cá dentro, este texto, Laura.

Gaja Maria disse...

Tão bonito Laura :)

Olvido disse...

As coisas mais bonitas talvez sejam mesmo aquelas que só quem tem muita imaginação vê e nos faz sentir como quem vê, assim com um texto por exemplo :)

Laura Ferreira disse...

Luísa, eu tenho esta tendência para acreditar em coisas asim... :)

Laura Ferreira disse...

Isabel, não sei responder, não sou sonâmbula :)

Laura Ferreira disse...

Janita, gosto de acreditar que sim, que também as vejo :)

Laura Ferreira disse...

Andreia, obrigada :*

Laura Ferreira disse...

Gabi, que bom :)
vindo de ti é bom ouvir :*

Laura Ferreira disse...

AvoGi em matéria de imaginação és das minhas :)

Laura Ferreira disse...

Vitor, agora fez-me rir :)

Laura Ferreira disse...

Lina, essa liberdade é das que mais gosto :)

Laura Ferreira disse...

Ana, deixaste-me feliz.

Laura Ferreira disse...

GM, muito obrigada :*

Laura Ferreira disse...

Olvido, eu sei que tu viste :)

Arquivo