03/05/17

diário


pois é. voltei ao papel.
há mais de 4 anos que não me despia nele.
chegou agora a hora outra vez.
e estou muito contente por ter voltado.

26 comentários:

AvoGi disse...

Eu nunca tive um diário...
Agora sim se considerarmos o blogue
Kis :=}

Graça Sampaio disse...

Adoro escrever em papel e com lápis...

Isabel Pires disse...

Estou baralhada :)

Laura, assim que li apeteceu-me perguntar "fazes de quê?", porque pensei em teatro.
Mas já não sei se te referes ao escrever em papel...

Ricardo Santos disse...

Já tenho ficado com dores na mão, quando volto a escrever no papel ! :(

Gaja Maria disse...

O papel tem um grande papel na tua vida Laura. O escrito e o falado :)

Andreia Morais disse...

Continuo a escrever muito à mão, porque adoro *.*

r: Como te compreendo!

Isa Sá disse...

Boa escrita!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Golimix (Lina) disse...

Eu evito escrever a mão. A minha letra é simplesmente horripilante!!! =)

Alaska disse...

Às vezes escrevo no meu caderno, outras no telemóvel, quando estou em viagem. Acontece-me muito. Palavras soltas, ideias ou pequenas histórias que surgem do nada. Para mais tarde, e com tempo, me debruçar sobre elas. :)

Um beijo no teu coração, Laura. :)

Eros disse...

Aí está uma atividade purgatória que nunca deixei e me recuso a deixar.

Laura Ferreira disse...

Gi, é uma espécie de diário, sim. :)
mas num caderno só nosso podemos ir mais longe na escrita

Laura Ferreira disse...

Graça, também gosto.
os meus diários também têm sempre colagens :)

Laura Ferreira disse...

Isabel, o Teatro está de férias até janeiro :)

falo mesmo em diário, aquele que é muito meu e que escrevo com luz pequena ao fim da noite :)

Laura Ferreira disse...

Ricardo, sabes que também me acontece? :)

Laura Ferreira disse...

tem sim, GM e sabes que gosto tanto disso :)

Laura Ferreira disse...

Andreia já escrevi mais mas decidi retomar agora :)

Laura Ferreira disse...

Isa obrigada :)

Laura Ferreira disse...

Lina a minha também é, sobretudo quando escrevo depressa, em reuniões, por exemplo :)

Laura Ferreira disse...

Alaska, nunca deixes de as escrever :) são tão bonitas!

Laura Ferreira disse...

Eros é mesmo isso, uma actividade purgatória :)

Mãe Maria disse...

tento sempre escrever em papel. A letra, porém, é teimosa, e enviesa-se, arrebita-se e eu, desisto na hora seguinte.

Liliane de Paula disse...

Minha letra mudou ao longo do tempo.
Mas quando vou passar receita médica faço questão de escrever bem para que entendam.

Laura Ferreira disse...

Mãe Maria também me acontece, fruto destes novos tempos em que tanto se usa o computador...

Laura Ferreira disse...

Liliane, a letra de médico às vezes é quase impossível de ser decifrada :)

luisa disse...

Também gosto de escrever, com lápis ou com caneta. Adora canetas de tinta permanente, gosto do toque do aparo no papel... Pena que quando escrevo à mão, farto-me de rasurar...Fica uma confusão. :)

Laura Ferreira disse...

Luísa, também adoro. ainda tenho canetas de tinta permanente mas não tenho jeitinho nenhum para escrever com elas...

Arquivo