22/05/17

do silêncio branco

(autor desconhecido)

não sei se é deste aroma à sopa que ferve no fogão.
não sei se é dos anos que as minhas gatas demonstram no subir aos bancos e fazem-no, habilidosas, para encontrar a minha mão.
não sei é desta música que me faz recuar.
não sei mesmo se é das duas flores que comprei há dias, que estão tombadas na jarra, em cima da lareira, teimosas, agarradas à vida que já se despediu delas.
não sei se é do meu pássaro que se calou para ouvir esta música.
não sei se é de mim, do cansaço de fim de dia, a cabeça cheia de trabalho, o corpo cheio ainda da corrida de ontem.
não sei se é de ter ouvido a tua voz, há pouco, a dizer-me que vens, vens já.

mas sinto-me feliz, neste momento, neste preciso minuto de tempo,
em que deixo que o branco disto tudo sobre mim paire
e me lave e me leve.

e eu vou.

18 comentários:

Graça Sampaio disse...

E vais muito bem... Lindas reflexões brancas... Tanta imaginação, minha querida! Parabéns.

Manu disse...

Lindo o que li e muito inspirador, revi-me nalgumas passagens do texto

Beijinhos

Raquel disse...

O momento presente tem tudo e é bom saber vivê-lo. :) Gostei muito!

Victor Barão disse...

Dizer muito e bem em poucas palavras. Simplesmente bonito. Que vá-a então longe nessa alva claridade!

Excelente semana

Isabel Pires disse...

Laura, na felicidade assim, apanhada em momentos, já é mais a minha praia :)

AvoGi disse...

Vai mas volta
Kis :=}

Andreia Morais disse...

E como é bom sentirmo-nos assim, seja qual for o motivo!

r: Muito obrigada *.*
Boa semana

luisa disse...

É tão bom ter momentos assim. :)

Laura Ferreira disse...

Graça, de branco se faz tanta coisa :)

beijinho

Laura Ferreira disse...

Manu que bom, fico feliz :)
beijinho

Laura Ferreira disse...

Raquel é bem verdade :)

Laura Ferreira disse...

Vitor, obrigada :)

Laura Ferreira disse...

Isabel, eu sei disso :)

Laura Ferreira disse...

AvoGi acabo sempre aqui :)

Laura Ferreira disse...

Andreia, às vezes o motivo é nada :)

Laura Ferreira disse...

Luísa, pois é :) os que tenho guardo-os como tesouros...

redonda disse...

Gostei muito deste texto
gosto de momentos assim

um beijinho

Gábi

Laura Ferreira disse...

Gabi, também gosto muito :)

obrigada e um beijinho

Arquivo