29/06/17

a caixa do armário que tinha coisas incríveis


 

by Josef Sudek


a fotografia deste senhor
parece a caixa que a minha mãe guardava a sete chaves
(no armário de guardar a roupa do seu quarto)
essa caixa tinha coisas incríveis aos nossos olhos de crianças
e só era aberta em situações muito especiais.

tinha cheiro, a caixa. cheiro de mãe, de irmãs.
tinha cheiro de infância.

lembro-me dessa caixa, do cheiro dessa caixa e dos nossos olhos a ver essa caixa
como se a tivéssemos aberto ontem.

17 comentários:

Eros disse...

A caixa da minha tinha um cheiro a Alfazema... que memória boa!

Isabel Pires disse...

Laura, a memória dos olhos a olhar essas coisas antigas é deliciosa... agora revejo-a no olhar da minha neta, que começa por dizer "vai lá mostrar/buscar aquilo" (brinquedos meus que tenho guardados).

Cidália Ferreira disse...

Tão bom voltar às memorias de infância!

Beijinhos
Vou ficar por cá.
Obrigada pelo carinho.


http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Os olhares da Gracinha! disse...

Memórias que nos acompanham sempre!
Gosto muito ... Bj

Andreia Morais disse...

Há memórias que nos acompanham para sempre *.*

r: Concordo!

Manu disse...

As caixinhas da infância, sempre guardam cheiros e memórias e é tão bom sentir hoje o que ontem foi.

Beijinhos Laura

Victor Barão disse...

Há nesta: "a caixa do armário que tinha coisas incríveis" algo de humana ou pelo menos de culturalmente transversal, dado que a minha mãe também tinha/tem, no caso uma lata com tampa e ornamentada por belos desenhos, que também continha/contém "coisas incríveis aos nossos olhos de crianças" e que normalmente só era/é "aberta em ocasiões especiais"...

...mais uma vez a Laura escreveu muito bem, acerca duma grande: "pequena coisa"

Abraço :)

CCF disse...

Adoro caixas, todas elas. Nas minhas, a que não me atrevo a chamar colecção, também coloco sempre qualquer coisa lá dentro, entre o útil e o inútil, o que pode ser para recordar ou devia deitar para o lixo mas não tenho coragem.
~CC~

Laura Ferreira disse...

Eros, há perfumes que nunca desaparecem das nossas vidas, não é?

Laura Ferreira disse...

Isabel é tão bom :)

Laura Ferreira disse...

Cidália, muito obrigada :)

Laura Ferreira disse...

Graça, há memórias que não prescindo. Fazem parte do meu tecido-vida :)

Laura Ferreira disse...

Andreia, tu tens algumas que eu gosto muito :)

Laura Ferreira disse...

Manu, é verdade, parece que damnos mais importância ainda às coisas :)

Laura Ferreira disse...

Vitor, muito obrigada :)

Laura Ferreira disse...

CC, também eu tenho uma colecção de caixas que guardam coisas que não consigo deitar fora... volto a elas de tempos a tempos e gosto tanto :)

Profª Lourdes disse...

Olá, boa tarde!
Gostei muito do seu blog e já estou seguindo. Com certeza voltarei mais vezes pois suas postagens são maravilhosas.
Convido você a conhecer os meus e se gostar seguir, ficarei grata. Abraços, um abençoado fim de semana.
Profª Lourdes Duarte
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
professoralourdesduarte.blogspot.com.br

Arquivo