23/01/18

"A Convidada", Simone de Beauvoir

ter lido este livro foi como se me tivesse sentado, em Paris, num qualquer café, com cheiro a cigarro, a comer um croissant e a beber um café longo, sentada a uma mesa de canto, com muita gente a entrar e a sair, e no segundo a seguir, sem gente nenhuma lá dentro.
com sons de guerra, ao fundo, com maldade, fúria, ternura e desassossego a emergirem do chão do café de Paris onde imaginariamente me sento, neste momento. 
com jazz longínquo e com cheiro a Teatro.
com promessas de liberdade.

Informação retidada do site Wook:

Sinopse
A história de uma tentativa de vida a três, dramaticamente conduzida até à evidência da sua impossibilidade.
Críticas de imprensa
É (...) como sempre, um romance de tese. Uma história de amor "a três" que gira em volta da indefinição e da liberdade. E fica-se a conhecer intimamente S. Germain des Prés dos anos trinta e quarenta. Ou seja: o sítio onde "tudo" aconteceu.
Mafalda Ivo Cruz in «Mil Folhas» (Público) em 30/12/2000

8 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Vou gostar de o ler!!!
bj

A Aldeia do Xisto de Gondramaz
distingue-se pela tonalidade específica
do xisto que nos envolve da cabeça aos pés:
https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/olhares-de-gondramaz.html

Gosta de goiabada e queijo!? … há uma sugestão aqui:
https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/sabores-queijo-e-goiaba.html

Para os poetas e poetisas … um poema que se gosta de ler:
https://mgpl1957.blogspot.pt/2018/01/da-minha-aldeia-alberto-caeiro.html

E uma sugestão para costurar e bordar … aqui:
https://asarteiricesdagracinha.blogspot.pt/2018/01/costurando-emocoes.html

Cidália Ferreira disse...

Parece interessante! :)

Beijinhos

Janita disse...

A época de ouro da vida intensa de Paris; de Montparnasse e Saint-Germain-de-Prés.
Também da ménage-à-trois! :))

Não li, mas com o aval de Simone Beauvoir só pode valer a pena! :)

luisa disse...

Uma viagem à cidade luz. Bom, então. :)

Andreia Morais disse...

Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa :)

Victor Barão disse...

Um dos fascínios e à vez dos mistérios da literatura: colocar-nos imaginária, emocional, afectiva, repulsivamente, etc., em lugares e/ou em personagens alheio/as a nós, às nossas vidas, no limite a tudo o que desconhecemos até então ou não _ na circunstancia em Paris pela mão de Simone de Beauvoir.
Obrigado
Excelente resto de semana

Tétisq disse...

Ler e viajar, num só.

Os olhares da Gracinha! disse...

Passando para desejar um fim de semana bem AGRADÁVEL!!!

Se quiser passear por Gondramaz … uma aldeia de xisto:
https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/gondramaz.html

Se quer uma omolete saudável … veja a receita:
https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/omolete-de-claras.html

Aqui encontra recantos com que todos sonhamos:
https://asarteiricesdagracinha.blogspot.pt/2018/01/recantos-de-leitura.html

E para todos os que apreciam “poesia” … o meu “poetar”:
https://mgpl1957.blogspot.pt/2018/01/desta-janela.html

Arquivo