12/07/18

cabo verde



 
partilho a partir de hoje, convosco, a minha aventura bonita de Cabo Verde, numa semana.
por ter sido tão bonita, acho que não devo guardá-la só para mim.
 
 
"Entrei nesta aventura de vir sozinha para Cabo Verde sem pensar muito em “vir sozinha para Cabo Verde”.
Mas o facto é que vim. Não é para todos, viajar sozinho.
É necessária uma dose muito grande de “estar bem consigo” e “procurar a paz nas pequenas coisas”.
Faz-me falta o marido, o filho entre aspas, a casa, as gatas, o espelho que já me recorta de olhos fechados, a televisão a debitar os cromos do futebol. As séries, os cremes para tudo e alguma coisa, as caixinhas com isto e aquilo e aqueloutro.
Mas depois reencontro a Laura efetiva, aquela que janta sozinha com as memórias bonitas, a que apanha sol com insetos africanos e vontades de cá ter a Família toda. Aquela Laura que já tem gatos seguidores africanos, que gosta de viagens dentro e fora de si. A Laura que se entretém com nadas e com eles faz tudos.
E é essa Laura revigorada e apaziguada que depois irá dar aos seus aquilo que mais gosta de dar.
Tudo."





1.julho.2018

20 comentários:

Luis Eme disse...

És uma mulher-coragem.:)

Continuação de boas férias.

Janita disse...

A Laura, desprendida, aquela que pensa em si, que para se encontrar precisa viajar sozinha para longe...é uma mulher cheia de sorte...E ela sabe porquê.

ana disse...

saudades de te ler.

Andreia Morais disse...

Vou adorar acompanhar esta viagem, tenho a certeza *-*
É preciso ter o espírito certo para se viajar sozinho. Pessoalmente, acho que não o tenho, mas acredito que, mesmo que as saudades falem alto, acabamos por nos redescobrir.

r: Comprei, muito recentemente, o 4º volume da saga (como tenho em edição de bolso, espero mais), mas ainda não me aventurei. Estou mesmo ansiosa por fazê-lo, mas, por outro lado, tenho um certo receio que não preserve aquilo que tanto me cativou nos outros três livros :/

luisa disse...

Não sei se faria uma viagem assim, sozinha. Mas nunca digas nunca, não é verdade. :)

noname disse...

Já me perguntava por onde andaria a Laura :)
Vou seguir essa viagem passo a passo.
Deixe-se levar, África é linda,nas suas diferenças e contrastes.
Aproveite, beijinho

Isabel Pires disse...

Como sabes, já te tinha lido do outro lado e visto as fotos bonitas :)

Sobre o dizeres que não é para todos viajar sozinho.
Laura, talvez por já ter feito muitas viagens sozinha e igualmente muitas viagens acompanhada, não atribuo significado especial a viajar-se de uma forma ou de outra, na perspectiva de coragem ou algo especial que seja preciso ter ou desenvolver para viajar só. Como na vida de todos os dias, fazê-la só ou acompanhado, tem fatias doces, fatias amargas e fatias agridoces, e ainda outros sabores.

Para além da forma como se vive, o que considero importante é organizar a vida no sentido da independência no que ao aspecto prático diz respeito, o que também implica bastante foco mental em termos de determinação.
Organizar a vida nesse sentido de não depender de ninguém no que ao prático diz respeito, permite fazer mais escolhas.
Quero dizer exactamente o seguinte: independentemente de se viver só ou acompanhado, deve-se saber fazer as coisas e aprender a fazê-las - no plano prático e mental, o que é bem diferente - sem depender de ninguém.

Quanto a Cabo Verde, há vinte e cinco anos estive em Santo Antão e São Vicente.
Em trabalho, numa viagem que foi considerada 'missão diplomática'. Refiro este aspecto porque foi determinante para a forma como 'vi', olhar que se prolongou cá no acompanhamento de projectos que implicavam contacto com aquela realidade.

Gostei de rever alguns desses apontamentos mentais através das palavras que foste escrevendo ao longo da viagem.

CCF disse...

Olá Laura

Que bom estar de regresso e de ter vindo de onde veio, um lugar que eu adoro. Tenho na lista das coisas a fazer ir ao festival de Teatro do Mindelo, quer vir?
~CC~

Graça Pires disse...

Que bom ter ido a Cabo Verde, Laura. Para se apaziguar, para se reencontrar, para sentir saudades daquilo que tem todos os dias… É uma espécie de Pasárgada, não é? Tudo de bom para si.
Um beijo.

Laura Ferreira disse...

Luís, muito obrigada :)

Laura Ferreira disse...

Janita, a sorte também se faz :)

Laura Ferreira disse...

Ana, que bom ouvir isso :)

Laura Ferreira disse...

Andreia, é mais fácil do que parece :)

Laura Ferreira disse...

Noname, pois é isso mesmo. uma terra rica e tão cheia de contrastes!
beijinho

Laura Ferreira disse...

Isabel, entendi o que escreveste, mas continuo a achar que ainda assim não é para todos. :)
uma boa semana para ti!

Laura Ferreira disse...

CC isso é que era programa :)
quando é?

Laura Ferreira disse...

Graça, é sim, é uma paz instalada, musical e morna. :)

A Casa Madeira disse...

Super interessante.
Também gostei da imagem.
Prazer em conhecer seu blog.
janicce.

Laura Ferreira disse...

obrigada :)

Olvido disse...

Essa Laura que já tinha saudades de ler :)

Arquivo