12/12/18

Soraya Madeiro, benjamin barroso, 335


a minha rua era do tamanho do mundo
os amigos estavam lá, a escola, a professora
as bicas nos banhos de chuva
os carros-pipa em tempos de seca
o carro de leite às seis da manhã
o medo da cantoria das procissões de madrugada
– meu quarto era o mais escuro na madrugada
as cartas de amor nunca enviadas debaixo do colchão
as cicatrizes desenhadas nos meus joelhos
hoje, mesmo em outra cidade,
ainda moro na minha rua.


 (in Miragem)

12 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Simplesmente belo!!


Beijos e uma tarde excelente!

Andreia Morais disse...

Uau! Que poesia maravilhosa *-*

Janela Indiscreta disse...

Levamos sempre a nossa rua e o nosso mundo, independentemente de onde estamos :)

Mar Arável disse...

Roubem-nos tudo menos um verso
Bj

Tétisq disse...

Uma rua de emoções.

Daniela disse...

Tão bonito!
=)
Bjinhos ...Bom fim-de-semana
Por aqui com, Calçadas usadas e outras paradas...

CCF disse...

Que doce...
Beijinho Laura.
~CC~

Graça Pires disse...

"O lugar donde venho é onde moro", dizia o poeta Ary.
Gostei imenso do poema, Laura.
Que tenha um Natal de Amor e que o ano de 2019 seja cheio de coisas boas.
Boas Festas!
Um beijo.

Ricardo Santos disse...

Laura Boas Festas !

Era uma vez um Girassol disse...

Desejando um Feliz Natal e um Novo Ano de 2019 cheio de sucessos nos vários campos...
E a inspiração crescente para continuar a postar belas palavras e imagens.Bjs

Victor Barão disse...

Em "o sitio das pequenas coisas", não me vou alongar muito, limitando-me a dizer, sem qualquer hesitação, que está aqui um dos meus espaços virtuais (blogues) de eleição, que sem ir mais longe e eu já fui, até umas postagens mais antigas que entretanto perdi, além de já por aqui "navegar" há significativo tempo, basta no entanto começar e terminar pelo belíssimo poema: "Soraya Madeiro, benjamin barroso, 335", exposto nesta mais recente postagem, mesmo sem adição de foto a acompanhar, dado que por aqui a partilha fotográfica também costuma ser de classe, de bom gosto e de bela inspiração; sem excluir de todo a própria, adequadamente "pequena"/simples, estrutura base do espaço!

Feliz Natal e excelente Novo Ano de 2019

VB

Laura Ferreira disse...

meus caros todos, um belíssimo ano para todos vós
abraço

Arquivo