12/06/19

é (quase) sempre a subir




Vai, sobe. Estás no bom caminho. Que não te importunem as hesitações ou os empurrões.
Vai, não pares. É sempre a subir. Um dia verás a luz com mais luz. As coisas comuns passarão a ser grandes coisas só porque os teus olhos passaram a ver de maneira diferente.
Vai, continua. Já não falta tudo. Lá em cima está o mais difícil? É possível – se o difícil estivesse logo cá em baixo não tinhas subido.
Vai, já quase se vê o fim. Estás prestes. Foi uma subida e tanto.
Foi precisa coragem, ganas, persistência e benevolência.
Sim, eu sei. Isso tudo e tantas coisas mais.
Vá, Laura, deixa-te de merdas. Não vais desistir agora.

(Isto sou eu a falar comigo.)

7 comentários:

Clara disse...


Vê lá se precisas de um empurrãozinho!
A malta aqui ajuda... :)

A foto é fabulosa! E olha que vista daqui... a escadaria nem parece assim tão difícil de subir! 😘

Força rapariga!
(^^)

Andreia Morais disse...

«Não vais desistir agora», é isso mesmo! Que continuemos a subir sempre <3

Cidália Ferreira disse...

Tanto o poema como a imagem é qual,quer coisa, de extraordinário!

Ontem mocidade, hoje feliz terceira idade. [Poetizando e Encantando]
Beijos e um excelente dia!

CCF disse...

Força Laura, mais depressa ou mais devagar, importante é subir a escada.
~CC~

Luis Eme disse...

Se vivesses na planície alentejana, não tinhas esse problema, Laura (tinhas outros, claro...). :)

Gaja Maria disse...

Subir é o teu nome do meio, certo? Força, tu consegues :)

Graça Pires disse...

Sobe, Laura, mas não tenhas pressa. O prazer é lento…
Uma boa semana.
Um beijo.

Arquivo