07/06/19

não vá o diabo tecê-las


Sais de casa pintadinha, arranjadinha. Mal entras no elevador levas com bafo de cão.
Dás uma miradela ao espelho, vês o perfil, o rabiosque, a melena bem apanhada, a borbulha escondida debaixo da base.
Sais para a rua com ar de junho, mood de junho e zás, pisas um cagalhoto mesmo à saída da porta do prédio. Para ajudar, a sandalinha que calçaste hoje é rasteirinha e está a gritar por solas, pelo que a trampa ainda chega a lamber timidamente o pé de princesa.
A partir dali respiras fundo,  avanças a medo, pequenina, atenta a tudo e a todos.
Consegues chegar ao emprego incólume e entras no elevador já com ar mais satisfeito.
Pelo sim pelo não, não dás uma miradela ao espelho, não vês o perfil, o rabiosque, a melena bem apanhada, a borbulha escondida debaixo da base.
(não vá o diabo tecê-las)

8 comentários:

Andreia Morais disse...

Mais vale prevenir, já que todo o cuidado é pouco ;)

Clara disse...


Deixaste-me a sorrir e de certezinha com cara de catraia!
Sim, porque também não arrisco em olhar-me ao espelho para confirmar depois de um dia inteiro (e já é o segundo) encatrafiada na cama! A esta hora as olheiras já devem chegar ao decote! :D

Beijinhos Laurinha... and whatch your step...
(^^)

Cidália Ferreira disse...

Lool adorei ler-te!:)

Beijos e um excelente fim de semana.

Miguel Bondurant disse...

alegrias de junho, bem retratadas.

sempre um gosto Laura

Luis Eme disse...

O diabo é mesmo uma personagem com muito mais cor que deus, que ainda por cima tem a mania que é invisível, Laura :)

luisa disse...

Dizem que esse "pisar" é coisa para dar sorte, ou dinheiro, ou o que é. Mas se calhar é só para não desanimar perante a incomodidade da coisa. :))

Graça Pires disse...

Nas ruas todo o cuidado é pouco. Achei imensa graça ao texto, Laura.
Uma boa semana.
Um beijo.

Gaja Maria disse...

minas e armadilhas de cão por todo o lado. O difícil é não ser atingida :)

Arquivo